Conflitos Diários (2a. Semana)

Publicado 6/fevereiro/2020 por admin em blog

Por Carmen Prochnow

Tempo, bem precioso e raro.

Quem de nós já não usou ou ouviu a expressão, “não tenho tempo”.

Quem de nós já não entrou em conflito, e ansiou ter mais tempo, tempo para realizar inúmeras tarefas.

Desejamos constantemente ter mais tempo para fazer muitas coisas, sejam elas nas obrigações profissionais, familiares, para estar mais com quem amamos, ou até para o nosso lazer.

Quando estive me preparando para esse tema do dia de hoje, estávamos próximos das nossas férias, e tínhamos programado tirar 20 dias, mas algo inusitado e extremamente incomum estava acontecendo, dos 20 dias de férias que teríamos pela frente, por incrível que pareça, somente o primeiro dia estava programado, e eu me alegrava muito com isso.

Pensei comigo, que coisa maravilhosa, poder fazer o que quiser, sem ter tudo pré-programado, com tempo pra descansar, talvez dormir bastante, brincar com as filhas, jogar, passear, ler um livro, e…. ter tempo para Deus. mas o tempo passou tão rápido.

Ansiamos ter tempo para tantas coisas, ansiamos ter tempo para Deus, mas o nosso sentimento é de que o tempo nunca é suficiente para todas as coisas, e consequentemente nos sentimos SEM TEMPO PARA DEUS.

Muitas vezes pensamos e compreendemos que ter tempo para Deus, é quando conseguimos em meio a nossa rotina constantemente tirar um tempo específico para estar no culto, louvar a Deus, fazer nosso momento devocional, ter tempo de oração, leitura da palavra e serviço na comunidade de fé, pensamos que ter tempo com Deus, é quando especificamente paramos os nossos afazeres para estar com Ele.

Mas neste retiro queremos quebrar um pouco este paradigma.

Deus se manifesta e age em nós nestes momentos tão importantes e necessários para o desenvolvimento de uma fé cristã sadia, mas ele também está conosco e quer agir em nós no dia a dia, na nossa rotina diária.

Ter tempo para Deus é saber que tão importante quanto ter meu tempo de palavra, comunhão, oração e serviço, é deixar Ele me guiar e agir em minha vida no meu dia a dia, como também vimos na nossa primeira palestra: Rotina, encontrando Deus no meu dia a dia.

Resumir:

Subtema: CONFLITOS DIÁRIOS

Penso que temos muito mais facilidade de reconhecer o agir, o falar e a presença de Deus no momento de culto, no louvor em comunidade, ou nos nossos momentos pessoais de comunhão e aprendizado, ou até em momentos de grandes provações, como doenças ou perdas de alguém querido ou até em meio a grandes catástrofes.

Vemos com facilidade o agir divino naquilo que é extraordinário, mas Ele também quer estar tão presente em nossas vidas, se manifestando e agindo no ordinário, ou seja em todas as situações do nosso dia a dia, até nas mais simples corriqueiras.

Ele quer se fazer bem presente como ouvimos ontem, na rotina do nosso dia a dia, mas também quer estar bem presente em meio a nossos CONFLITOS DIÁRIOS, (nosso tema de hoje).

Conflito é conf. Dic. Oposição de ideias, sentimentos ou interesses”, ou seja é o choque entre forças contrárias ou opiniões divergentes. Conflitos são lutas, oposições, discussões ou confusão que enfrentamos.(sinônimos)

Que conflitos podem ser estes:

– quando tenho meu dia tão bem organizado nos minutos, e na hora de sair não acho a chave do carro

– quando tropeço nos brinquedos espalhados na sala
– quando tenho uma discussão com o marido ou filhos

– quando estou precisando de sossego e meu filho adolescente está a fim de um som

– quando entro no quarto e vejo a toalha molhada em cima da cama

Quais são os teus conflitos, pense no teu dia a dia, na tua rotina, quais são as situações que você passa e que testam teus limites, fazem perder a calma e te tiram a paciência. Que lutas, oposições, confusões você passa e talvez por considera-los pequenos não damos a devida atenção, e de gota em gota o balde vai enchendo, e nos fazem tropeçar, mesmo naquela pequena pedrinha.

Pense um pouco na tua realidade, nos teus conflitos que passa.

Dentro desta realidade de conflitos em que cada uma de nós refletiu neste momento, precisamos descobrir a prática de incluir a Cristo neles, deixando que Ele nos oriente, trabalhe em nós, capacite e ensine a viver uma vida em santidade, isto é ter Tempo para Deus.

O apóstolo Paulo em sua carta aos Efésios nos deixa algumas dicas de como deve ser nosso proceder, lembrando alguns aspectos que devem ou não fazer parte de nós quando enfrentamos conflitos: Queremos ler:

Ef 4:25-32

Quando enfrentamos conflitos, discussões, pressões e lutas, estes facilmente nos desestabilizam, tiram nossa paz e o velho homem se manifesta, ou muitas vezes são os frutos da carne que querem aparecer, e neste texto vemos alguns desses frutos que não devem fazer parte de nós nos momentos de conflito que enfrentamos:

Aspectos que não deveriam aparecer em nossos conflitos:

  •   V.25 mentira – tentando tirar vantagem, para seu próprio bem em meio ao conflito, talvez usemos de mentiras, meias verdades ou omissões.
  •   V.26 ira– o sangue sobe, perdemos a calma e nos iramos, enchemos de raiva. Quando perdemos o controle, a raiva nos faz ter atitudes impensadas.
  •   V.29 palavras torpes– palavras duras, feias, de baixo escalão, que fazem mal aos outros e provocam estragos, destroem. Nos conflitos o cuidado com a nossa língua deve ser redobrado.
  •   V.31amargura, quando a raiva já criou raiz no coração e me causa dor e sofrimento, cólera, impulsos violentos contra o outro, iragritaria, berros, blasfêmias, falar o que não confere ou insultar, malícia, falar de forma maldosa, no intuito de ferir.

Em meio a conflitos quão facilmente nos deixamos levar por esses sentimentos tão maus, e palavras duras escapam de nossa boca e fazem um grande estrago.

Na raiva facilmente falamos sem pensar,ou usamos de coisas que não conferem, usamos as palavras intencionalmente de má forma no intuito de ferir e machucar ou omitimos verdades em benefício próprio.

Precisamos lembrar sempre quem é o pai da mentira.

Facilmente permitimos que a ira tome conta de nós, deixamos que ela faça morada em nosso coração, e uma coisa pequena vira um grande obstáculo, difícil de transpor.

Precisamos ter muito cuidado com estes sentimentos ruins que fazem morada em nosso coração, criam raízes, por isso:

Alertas em meio a conflitos

 v.26 – Não deixar o sol se por sobre nossa ira. Paulo nos recomenda a não deixar o tempo passar, mas enfrentar e resolver os nossos conflitos. As vezes empurramos situações para debaixo do tapete, achando que o tempo as resolverão, mas cuidado, se não os enfrentarmos e tentarmos resolver estamos dando espaço para o inimigo. Torna-se um campo perigoso para a tentação e dúvidas.

v.27 – Não dar lugar ao diabo – sentimentos maus, palavras tortas ou meias verdades, vão dando brechas para ação do inimigo em nossas vidas, é como se uma pequena fresta na janela fosse deixando o vento entrar e ele vai soprando e pode derrubar o lindo e delicado vaso de flores sobre a mesa. Precisamos dar a devida atenção, senão vamos entristecendo o espirito.

v.30 – Não entristecer o Espirito Santo. Quando orientamos nossos filhos e eles não nos dão ouvidos e continuam fazendo errado, ficamos tristes, assim se sabemos como devemos fazer e não nos esforçamos para acertar vamos entristecendo o espírito.

Mas queremos enfrentar e resolver nossos conflitos não deixando brecha para o inimigo, nem entristecendo o espirito, mas o alegrando, por isso vejamos alguns aspectos que o texto no lembra

Aspectos que deveriam estar presentes em nossos conflitos:

  •   V.28 mudança – aquilo que eu fazia antes não vou fazer mais (furtava, não furte mais) e vou fazer melhor ainda, vou trabalhar pra repartir, ou seja em meus conflitos vou deixar de agir da forma que dá brecha ao inimigo entristecendo o espirito, vou fazer o que o alegra e vou além, dou um passo a mais
  •   . v.25 verdade, não mais mentiras, meias verdades, omissões ou palavras usadas em meu benefício mas somente o que conferir, for verdadeiro
  •   v.29 palavras boas que edifiquem – não somente vou cuidar com minhas palavras pra não destruir, mas vou falar o que possa edificar, construir. Em meus conflitos quero aprender a edificar, não destruir.v.32 benignidadecompaixãoperdão – em meus conflitos quero ser bom para com o outro, agir com bondade, me colocando no seu lugar e perdoando sempre, como Deus em Jesus nos perdoa.

Deus em Cristo é nosso exemplo
Ef 5:1 – imitadores como filhos amados.

Em meio a nossos conflitos diários, não estamos sozinhos nesta luta, Deus quer estar presente, nos capacitando através do seu Espirito Santo, no qual fomos selados(v.30).

Por isso podemos brigar, mas que nossas brigas sejam da forma certa

Tg 1:19-20. ( Estejamos prontos para ouvir, tardio para falar, tardio para irar-se), que seja esta a forma de enfrentarmos nossos conflitos. Ouça mais, fale menos e fuja da ira, se obedecermos essas dicas da palavra, grande parte de nossos conflitos talvez nem existissem.

Muitas vezes falhamos, mas precisamos reconhecer nossa culpa, e confessar nosso pecado.

Tg 5:16 (Confessai os pecados uns aos outros e orai uns pelos outros para serdes curados). O remédio para nossas culpas é a confissão com oração, processo para cura, muito negligenciado atualmente mas muito importante.

Conflitos trazem consigo muito sofrimento, dor, culpas, mas o propósito divino é a nossa reconciliação.

Gostaria de encerrar nosso meditar nesta manhã com o vers. de 2 Co 5:18-19

Ora tudo provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação, a saber que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões, e nos confiou a palavra da reconciliação.

Nós estávamos brigados com Deus, nosso maior conflito, mas este Ele mesmo já resolveu pra nós, e nos dá todas as condições e capacidade para resolvermos nossos conflitos pessoais, e compreendermos e agir desta forma, isto é Ter tempo para Ele.

Ter Tempo para Deus é permitir que em meus Conflitos o meu proceder seja verdadeiro, edificante e bom, da forma que alegra seu espírito.

Sem comentários ainda em “Conflitos Diários (2a. Semana)”

Comentários não são permitidos nesta postagem